Em dois anos, Governo do Estado aplicou R$ 869 milhões do Fundersul na malha rodoviária

Categoria: Notícias | Publicado: terça-feira, janeiro 31, 2017 as 14:39 | Voltar

Campo Grande – O Governo do Estado tem destinado integralmente os recursos arrecadados com o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário) na manutenção da infraestrutura rodoviária primária – estradas e pontes -, garantindo trafegabilidade em qualquer época do ano e, principalmente, o escoamento da produção de matéria prima e industrializados. Em 2015 e 2016, foram investidos R$ 869 milhões e, para este ano, estão previstos R$ 824 milhões.

fundersul_ponte caracol
Com recursos do fundo, Reinaldo Azambuja entregou, em dezembro de 2016, ponte entre Caracol-Bela Vista. Foto Edemir Rodrigues

Parte da receita (25%) também é destinada aos municípios, para os quais o Estado transferiu, nos dois anos anteriores, R$ 247.873.199,72, com estimativa de repassar, em 2017, cerca de R$ 134 milhões. No ano passado, o governo estadual realizou a manutenção permanente de 3 mil km de estradas não pavimentadas e a meta é chegar aos 5 mil km até o fim de 2017. Também com recursos do fundo, o governo executa 42 das 66 pontes de concreto lançadas em dezembro de 2016 pelo governador Reinaldo Azambuja.

pantanal_ponte nabileque
Agesul reconstruiu a ponte sobre o Rio Nabileque, no Pantanal, tirando os produtores da região do isolamento

O plano de aplicação do Fundersul para este ano, com proteção de arrecadação de R$ 824.095,400,00, destina maior parte dos recursos (R$ 388 milhões) para restauração, conservação e manutenção de rodovias estaduais. Outros R$ 200 milhões serão destinados às obras de pavimentação asfáltica, implantação de rodovias e restauração e drenagem urbana, em apoio aos municípios. O governo aplicará ainda R$ 100 milhões na construção, reforma e manutenção de pontes, projetos executivos, fiscalização e equipamentos.

Licitação

Na semana passada, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) licitou cinco projetos que vão contemplar com serviços de restauração e manutenção as rodovias MS-156 (Caarapó-Amambai),  MS-156/MS-274/MS-379/MS-470 Cruzaltina-Dourados-Itaporã-Macaúba-Panambi-Douradina), MS- 338 (Santa Rita do Pardo-entroncamento MS-395) e MS-395 (Brasilândia-Bataguassu).com investimentos de 185,6 milhões, totalizando 256 km. As obras serão licitadas entre os dias 20 e 23 de fevereiro.

recapeamento-corumba2
Municipalismo: Estado investiu, em 2016, mais de R$ 64 milhões na restauração das vias urbanas da maioria das cidades. Foto: Chico Ribeiro

Processos licitatórios já concluídos – e publicados no Diário Oficial do Estado -, com previsão de início de obras tão logo as empresas vencedores instalem seus canteiros de obras, contemplam as seguintes estradas com serviços de restauração, revestimento primário e drenagem: 33,8 km da MS-323 (Serra da Alegria-Rio Verde), 18,8 km da MS-228/MS-427 (Fazenda Imaculada-Aquidauana-Corumbá) e 22 km da MS-214 (entroncamento da BR-163-Coxim). Valor total: R$ 9 milhões.

Sílvio Andrade – Subsecom

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.