Governador entrega UEMS e prova compromisso do Estado em concluir obras

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, agosto 3, 2015 as 15:47 | Voltar

Campo Grande (MS) – Durante a solenidade de entrega do campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), na Capital, na manhã de hoje (3), o governador Reinaldo Azambuja destacou o comprometimento e o empenho do Governo do Estado com a população. “Nesse campus vamos ter o trabalho da Universidade Estadual todo centralizado, antes tínhamos os cursos pulverizados em três unidades e temos a intenção de ampliar esse antendimento. Desde o dia 1º de janeiro nos comprometemos e nos empenhamos para entregar a UEMS, para que os alunos tivessem uma qualidade de ensino e, sobretudo conforto”, disse.

15 [1024x768]

Ainda segundo Azambuja, a entrega da UEMS é umas das 192 obras do Programa Obras Inacabadas Zero, onde o Governo irá finalizar todas as obras não concluídas pela gestão anterior. “Finalizamos essa obra com um aditivo de 7 milhões [de reais], mas o importante é que a entregamos com cautela e responsabilidade. Acredito na primordialidade dessa Universidade para o crescimento de Mato Grosso do Sul”, elucidou.

A Unidade Universitária de Campo Grande ocupa um terreno de 120 mil m², com cerca de 21 mil m² de área construída, constituídos de sete blocos dotados  de salas de aula, administração laboratórios, biblioteca, teatro, passarelas, bicicletários, subestação, guaritas, além de um lago artificial central e colunas inspiradas em pinturas indígenas.

A nova estrutura vai abrigar 150 servidores e os acadêmicos matriculados nos cursos de graduação em: Artes Cênicas e Dança; Bacharelado em Letras; Bacharelado em Geografia; Licenciatura em Geografia; Letras Português-Espanhol e suas Literaturas; Letras Português-Inglês e suas Literaturas; Pedagogia; Turismo e Medicina; além dos mestrandos em Letras, em Educação e do mestrado Profissional em Letras.

7 [1024x768]

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, entidade executora da obra através da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), a UEMS foi uma obra emblemática que apresentava um grande problema de planejamento. “Finalizar esse obra nos engrandeceu muito como membros de uma equipe. Tínhamos um sério problema de planejamento, por exemplo, o prédio de medicina estava sendo pintado para ser entregue no dia 1º de fevereiro, enquanto um outro prédio estava em fase de fundação. O governador Reinaldo deu um voto de confiança e nos comprometemos de entregar a Universidade no segundo semestre. Essa conclusão foi uma demonstração muito grande de que com um bom trabalho de equipe e com objetivo único é possível que as coisas aconteçam”, frisou.

Para o reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, o novo campus foi um presente para o sul-mato-grossosense e a realização de um sonho que se sonhou junto. “Temos cursos na Capital desde 2001 e nunca tivemos uma unidade própria, passamos por várias estruturas. E hoje vendo a entrega dessa unidade vemos o compromisso do Governo com a educação. Fomos eleitos duas vezes consecutivas pela Folha de São Paulo como a melhor universidade do Centro-Oeste e nada mais justo que concretizar esse mérito com o que estamos vendo hoje”.

Participaram da entrega da Universidade o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; o titular da Casa Civil, Sérgio de Paula; a secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola; o secretário de Estado de Fazenda, Márcio Monteiro; o deputado estadual e líder da Assembleia Legislativa, Júnior Mocchi; o ex-governador Pedro Pedrossian e outras autoridades.

Homenagem

Durante a solenidade de inaguraçao da Universidade o ex-governador Pedro Pedrossian recebeu uma homenagem, por ter sido o responsável pela criação da UEMS, instituída em sua gestão pela Lei 1461, de 20 de dezembro de 1993. No discurso, proferido pelo seu filho Pedro Pedrossian Filho, foi destacada a função social da Universidade da época da sua criação. “Cresci ouvindo meu pai dizer sobre a inserção do ‘espírito livre’ e hoje sei o que isso significa porque vejo em cada um de vocês. Espírito livre é criar uma nova mentalidade, um novo segmento social pensante que ajuda na construção do nosso Mato Grosso do Sul”, enfatizou.

A UEMS

No dia 08 de agosto de 1994 aconteceu o primeiro dia letivo da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Atualmente a Uems está presente em 15 municípios do Estado, com suas respectivas unidades universitárias. Em outros 10 municípios existem polos de ensino à distância, por meio de convênio com as prefeituras locais.

A Universidade oferta 54 cursos de graduação presenciais, 12 cursos de pós-graduação, 11 mestrados e um doutorado. Todos os campus estão instalados em sede própria, hoje com inclusão da Capital.

Ao longo de sua trajetória, a UEMS obteve destaque na atuação em ensino, pesquisa e extensão, e consolidou espaço entre as melhores universidades públicas. A universidade é responsável por 11 mil acadêmicos formados, sendo que 82% de seus egressos são estudantes provenientes de escolas públicas e 70% dos graduandos residem no Estado, possuindo domicílio eleitoral em Mato Grosso do Sul.

Atualmente, o quadro de funcionários da universidade é formado por 700 docentes e 300 técnicos.

A unidade da Capital terá capacidade para atender 1800 alunos, mas atualmente conta com 800 estudantes, 120 docentes e 30 funcionários do quadro técnico e administrativo.

Fotos: Moisés Silva

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.