Levantamento aponta investimentos bilionários e avanço na área de cobertura do esgoto em MS

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, novembro 18, 2022 as 07:50 | Voltar

Recente levantamento feito pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) aponta ações bilionárias e avanço substancial na área de cobertura do sistema de esgotamento sanitário do Estado.

Com base nos anos de 2015 a 2022, o relatório divulgado pela companhia também mostra os investimentos na área de abastecimento de água tratada, onde o serviço já é universalizado, visando manter a segurança hídrica no Estado, além de outros custeios.

Nesse período, foram investidos R$ 1,686 bilhão em obras de infraestrutura de saneamento nos 68 municípios, incluindo 60 distritos, onde a concessionária dos serviços públicos opera.

Somente com recursos próprios da empresa foram aplicados R$ 548,2 milhões em obras de abastecimento de água potável e outros R$ 690,5 milhões na expansão da rede de coleta de esgoto.

O documento destaca ainda que em parceria com o governo federal, a Sanesul investiu R$ 34,2 milhões em obras de fornecimento de água e R$ 289,1 milhões em esgoto.

Outros investimentos totalizam R$ 58.304.586,37, ao longo dos dois mandatos da atual administração estadual.

Esse volume de verbas aplicadas em saneamento explica o extenso cronograma de entrega de obras que a companhia vem cumprindo por determinação do governador Reinaldo Azambuja e deve ser mantido a partir de janeiro após a posse do governador eleito Eduardo Riedel.

A ideia, segundo o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior, é retomar em 2023, o cronograma de obras nas unidades da empresa com foco no cumprimento da meta de antecipação do novo marco legal do saneamento básico.

“Nós queremos nos próximos quatro anos universalizar o esgotamento sanitário para a população de Mato Grosso do Sul”, sintetizou o dirigente, durante entrevista de rádio na quarta-feira (16).

O foco da gestão, segundo ele, além de contribuir com o desenvolvimento socioeconômico de cada região e com a preservação ambiental, é garantir qualidade de vida, saúde e bem-estar para milhares de famílias sul-mato-grossenses.

Municípios

Desse total investido, Dourados recebeu o maior volume de obras. De 2015 até agora, a Sanesul destinou mais de R$ 300 milhões, incluindo água e esgoto, além de outros serviços complementares.

Com recursos próprios, o sistema de abastecimento de esgoto recebeu R$ 45,5 milhões. Com verbas federais, os valores chegam a mais de R$ 64,8 milhões.

Para manter a segurança hídrica, a segunda maior cidade do Estado, obteve investimento de R$ 181,7 milhões, dos quais, R$ 44,5 milhões com recursos próprios.

Importante cidade industrial do Estado, Três Lagoas também avança rumo à universalização do saneamento, com mais de R$ 158,8 milhões em obras de água e esgoto.

Localizada na região do Pantanal, foi destinado a Corumbá o valor de R$ 107,9 milhões, incluindo recursos próprios da companhia e verbas federais por meio de parcerias institucionais.

Já em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, foram destinados mais de R$ 104,1 milhões em obras de saneamento.

Em Bonito, os recursos aplicados até agora totalizam R$ 16,850 milhões, incluindo água e esgoto, enquanto Rio Verde, por exemplo, a Sanesul custeou obras que somam R$ 13.493.589,05 dentro desse período, segundo relatório que abrange os 68 municípios atendidos pela empresa.

Assessoria de Comunicação da Sanesul
Foto: Divulgação

Publicado por: Joilson Francelino Santana

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.