“Maior programa da história de MS em infraestrutura urbana”, afirmou secretário Miglioli em solenidade de emendas

Categoria: Notícias | Publicado: terça-feira, junho 20, 2017 as 08:00 | Voltar

Campo Grande (MS) – “Vamos investir até o final de 2018 algo em torno de 500 milhões de reais”, destacou o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, durante o evento de assinatura da ordem de serviço das obras que serão realizadas em parceria com emendas parlamentares federais. O evento aconteceu na manhã de hoje (19), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo.

[ngg_images source="galleries" container_ids="82" display_type="photocrati-nextgen_basic_thumbnails" override_thumbnail_settings="0" thumbnail_width="120" thumbnail_height="90" thumbnail_crop="1" images_per_page="20" number_of_columns="0" ajax_pagination="0" show_all_in_lightbox="0" use_imagebrowser_effect="0" show_slideshow_link="1" slideshow_link_text="[Mostrar slideshow]" order_by="sortorder" order_direction="ASC" returns="included" maximum_entity_count="500"]

De acordo com Miglioli os R$ 500 milhões destinados aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul poderá ser considerado o maior programa de infraestrutura urbana da história do Estado. “Começamos no primeiro dia da administração do governador Reinaldo Azambuja e vamos até o último dia de 2018. Com esse programa queremos investir algo em torno de 500 milhões de reais. E hoje temos que agradecer aos deputados por acreditarem na firmeza do Governo de aprovar as emendas e colocar sua contrapartida. Essa parceria com as emendas sem dúvida deu muita robustez para esse programa”, disse.

Ainda segundo o secretário há muito que ser investido em Mato Grosso do Sul, além das emendas. “Hoje assinamos as ordens de serviço das emendas de 2015, e ainda temos para investir o restante da nossa contrapartida, as emendas de 2016 a serem licitadas e as de 2017 para serem trabalhadas. Tivemos uma certa dificuldade na aprovação dos projetos, mudança de concepção da Caixa Econômica, mas hoje vemos um resultado positivo”, explanou.

Para o prefeito do município de Coxim, Aloizio São José, a assinatura das ordens de serviço foi o cumprimento de um compromisso público assumido no começo do Governo, onde cada real que fosse colocado pela bancada federal receberia em contrapartida do Governo, o dobro. “Nesse momento histórico do País e de uma crise econômica sem precedentes, as parcerias e a união dos entes federativos nunca foi tão importante. Deixo o meu registro de reconhecimento pelo esforço do Governo em promover um projeto dessa magnitude em um momento tão delicado da economia, onde a gente sabe que as receitas têm diminuído”, discorreu.

Durante a solenidade foram assinadas 31 emendas parlamentares que garantem investimentos de R$ 29,1 milhões para 24 municípios de MS : Água Clara, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Caarapó, Campo Grande, Chapadão do Sul, Coxim, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, Ivinhema, Jardim, Laguna Carapã, Naviraí, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Sete Quedas, Sidrolândia e Sonora.

Para o governador Reinaldo Azambuja é fundamental que os investimentos cheguem aos 79 municípios de MS. “Ficamos satisfeitos em saber que temos muito em andamento e é importante destacar que metade de arrecadação do Fundersul vem dos produtores rurais e também de quem consome álcool, diesel e gasolina, ou seja, de pessoas que vivem nas cidades. Então, nada mais justo do que destinar obras de infraestrutura urbana para os municípios”, finalizou.

Raquel Pereira

Foto: Moisés Silva

 

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.